Propinobras: Polícia Federal investigará suspeita corrupção na Petrobras

A Polícia Federal abriu inquérito para investigar suspeitas de que funcionários da Petrobras receberam propina da fornecedora holandesa SBM Offshore. A acusação foi feita por ex-funcionário da SBM, que cita valores em dólares.

O inquérito foi instaurado nesta semana. O ponto de partida da polícia deve ser auditoria da própria SBM, que descobriu em 2012 “indícios de pagamentos substanciais” feitos “mediante intermediários, aparentemente destinados a funcionários públicos”.

Relato do ex-funcionário da SBM que não teve a identidade revelada fala em pagamento de US$ 139,2 milhões a funcionários da Petrobras. O Ministério Público Federal no Rio também pode abrir investigação criminal por evasão de divisas no caso. A decisão deve sair em, no máximo, duas semanas.

A PF instaurou também um segundo inquérito, para apurar a compra de uma refinaria em Pasadena, no Texas.

Desde junho de 2013, a Petrobras é alvo de investigação do Ministério Público Federal por suspeita de evasão de divisas na transação envolvendo a belga Astra Oil, que tem entre seus executivos um ex-funcionário da Petrobras.

A PF quer esclarecer por que a estatal pagou US$ 1,18 bilhão pela refinaria nos EUA, adquirida pela Astra em 2005 por US$ 42 milhões – uma valorização de 1.852%.

A PF se prepara para apurar detalhes do acordo e de que forma o pagamento à Astra foi feito. A Petrobras não quis comentar o caso Pasadena.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s