PIB 2015: A agricultura é a espinha dorsal que sustenta o Brasil!

Durante anos a agropecuária brasileira tem sido o vilão para muita gente. Nós estamos aqui, nas NOSSAS terras, plantando, semeando, colhendo. Mas todos os dias os jornais, revistas e militantes-não-sei-do-que apontam os dedos para nossos supostos pecados. Longe do chamado “centro nervoso”, das capitais, a gente segue a vida normal para garantir o alimento das pessoas e a nossa sobrevivência honesta, para que os “especialistas” em agronegócios, muitos dos quais não sabem a diferença entre um ganso e um pato, sigam distribuindo sua erudição aprendida nos bancos climatizados das faculdades (ou não, ou só vão na onda mesmo).

post_agropolitica04_03

Mas o objetivo deste texto, na verdade, é falar da sabedoria do homem do campo. Ela é passada de pai para filho e consiste basicamente em: não conte com o ovo antes da galinha botar. É mais difícil do que parece seguir esse ensinamento, especialmente em um mundo dominado pela informação, muitas vezes incorretas e injustas, onde as muitas pessoas – até por ingenuidade ou ignorância – não apuram e saem difamando as outras, colocando honestos e desonestos no mesmo balaio. Nesse ponto o homem do campo leva vantagem mais uma vez: nós temos paciência. Uma vida inteira esperando as sementes germinarem, a muda pegar, as plantas brotarem e o fruto amadurecer nos ensinam que tudo tem o tempo certo de acontecer.

Essa semana, FINALMENTE, chegou a nossa resposta para todos que vem nos atacando. Veja bem de quem é a verdadeira culpa dos problemas do Brasil: o IBGE divulgou os dados consolidados do PIB de 2015 e a agropecuária foi o único setor com crescimento no ano passado, de 1,8%. Considerando que estamos passando por uma crise de proporções históricas – o próprio IBGE confirmou que esse é o pior PIB dos últimos 25 anos –, esse é um resultado que merece ser aplaudido de pé.

Há anos nós falamos que o agronegócio sustenta o país. Durante décadas avisamos que precisamos de uma melhor logística para escoar nossa produção, infraestrutura que, inclusive, pode ser usada por todos os brasileiros e não apenas por nossos caminhões e contêineres. Sempre pedimos mais assistência técnica e investimento em ciência e pesquisa, para quem tem maior capacidade intelectual de nos ajudar. Encontramos portas fechadas, meias verdades e flagrantes mentiras.

Nós somos do campo, mas não somos bobos. O que exigimos é muito pouco diante do que podemos fazer e proporcionar ao país. O nosso desempenho positivo é resultado de nosso esforço pelo bem de todos. Nós aprendemos a trabalhar em comunidade, afinal não conseguiríamos vacinar nosso rebanho ou colher todo o milho sem a ajuda dos nossos vizinhos. Oferecemos o nosso melhor para todos e, então, o resultado aparece. Sempre aparece. Como aconteceu agora.

O Brasil sempre pode contar com os produtores rurais para fazer o seu melhor, afinal trabalhar e produzir é o nosso melhor. E conseguimos isso mesmo sem apoio, sem segurança jurídica sobre nossas terras, sem investimentos, com cortes frequentes nas nossas linhas de crédito, porque nós somos brasileiros antes de tudo e, se tem quem saiba o valor da nossa terra, somos nós. Esse é o terceiro aprendizado que tiramos do campo: quando é hora de colher, não há tempo para esperar.

Então, meus amigos, é por isso que nós chamamos a todos os agricultores e pessoas de bem para irmos juntos às ruas no dia 13 de março! Vamos exigir o apoio que merecemos, pois os resultados estão aí para quem quiser ver. É OFICIAL! A agricultura é a espinha dorsal que sustenta o Brasil!

Participem das manifestações! Contamos com a presença de todos para mostrar nossa força!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s